Entenda o preço da gasolina no Brasil

Questionar o brasileiro sobre o preço da gasolina é a constatação de algo que há muito tempo incomoda a grande maioria dos motoristas e motociclistas: o valor do litro do combustível praticado em nosso país.

Mas você sabe por que a gasolina no Brasil é tão cara? Ou melhor: será que a gasolina no nosso país realmente está acima da média mundial no comparativo com nações desenvolvidas e subdesenvolvidas?

Entenda o preço da gasolina no Brasil

Veja neste artigo mais informações sobre este assunto e descubra os motivos que determinam o preço da gasolina no território nacional.

Entenda o preço da gasolina no Brasil

Para entender o preço da gasolina praticado no Brasil é preciso relacionarmos duas questões básicas que diferenciam nosso país do restante do mundo na oferta deste tipo de produto: a Petrobras é responsável por fixar os preços de cada combustível (segundo seus próprios critérios) e o Governo, que controla a empresa, também influencia na definição dos valores.

Ao adotar esse tipo de política, a Petrobras e o Governo utilizam como justificativa o controle do preço ante as mudanças que caracterizam o comércio da gasolina, do álcool e do etanol nos outros países.

Outro fator importante: os preços são livres. Os postos e distribuidoras de combustíveis possuem autonomia na definição dos valores do produto aos consumidores, tanto em casos de alta ou de baixa.

O que define o preço da gasolina?

O custo de produção, os impostos e os lucros das empresas que participam da produção e da distribuição da gasolina são fatores que determinam o preço deste produto no mercado, algo variável entre os estados brasileiros.

Com relação ao preço final da gasolina, incidem: preço das refinarias, tributos federais, tributo estadual, custo do álcool anidro (que possui, no mínimo, 99,5% de pureza) e a margem de lucro dos postos e distribuidoras de combustíveis.

Portanto, mesmo que ocorra quedas nos preços do petróleo no âmbito internacional, o Brasil não aplicará tais mudanças nos valores dos combustíveis para que os postos e distribuidoras possam repassá-los aos consumidores, uma vez que os preços não seguem as variações do mercado.

Compensação de perdas

O Brasil tenta compensar perdas no comércio de combustíveis, que desde 2014 pratica preços elevados para equilibrar a falta de lucros decorrente da oferta de valores menores no comparativo com os índices internacionais em anos anteriores.

Com a falta de concorrência direta na extração de petróleo no país, a Petrobras e o Governo mantém os preços definidos e assim controlam as rédeas desse produto que é tão necessário para a manutenção da economia e na execução de diversas atividades cotidianas em todas as esferas sociais.

O preço da gasolina em outros países

A Global Petrol Prices, que realiza pesquisas sobre o preço da gasolina pelo mundo, aponta em quais locais o combustível é mais caro e mais barato analisando o preço do litro.

Nosso país ocupa a 116ª posição na lista dos países onde o litro da gasolina é mais caro, com valor estimado em US$ 1,18. A liderança do ranking fica para Hong Kong, que registra preço médio de US$ 1,93.

Em contrapartida, a Venezuela e a Arábia Saudita são os locais onde o preço da gasolina é mais barato, considerando os 166 países e territórios verificados pela Global Petrol Prices.

Na Venezuela, o litro do combustível era cotado a US$ 0,01 em janeiro deste ano, seguida da Arábia Saudita, onde o motorista pagava então US$ 0,24 pelo litro.

Para verificar as outras colocações do ranking e acompanhar a cotação diária, clique aqui e veja o comparativo do Brasil frente aos outros países.

Acessando os arquivos do blog da Satel Intelligent, você confere outras informações e dicas sobre as soluções tecnológicas que garantem a segurança e a economia que faltava para a sua frota ou para o seu veículo particular.

Até a próxima!

0 comentários

Deixe um comentário

Os campos com * são obrigatórios